outubro 01, 2012

Desejo


Título: Desejo


Sinopse: HanGeng e HeeChul decidiram passar um fim de semana fora para descansar, mas novos pensamentos tomam conta de suas mentes. Como deverão agir?

Classificação: +18
Categorias: Super Junior
Gêneros: Lemon, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Terminada: Sim.

Nota da autora: Essa fic é de autoria minha e de uma amiga, a Etiene. Ah, foi minha primeira fanfic com lemon, além de que fizemos no twitter em plena madrugada. Deem um desconto, q. Boa leitura.


Capítulo único - Viagem.

Heechul e Hangeng se conheciam ha alguns anos, estudaram juntos, agora eram homens formados, mas nunca deixaram de contar um com o outro e certo dia, decidiram deixar tudo pra trás e viajar. Sim, sozinhos, os melhores amigos. Pensaram pra onde seria, mas não importava tanto.
Foram pro interior mesmo, alugaram uma casinha e ficariam lá por 4 dias. Ao chegarem lá, perceberam que o segundo quarto era pequeno demais, resumindo, teriam que dividir o quarto, mas de inicio isso não seria problema, afinal, são melhores amigos.
Tudo estava normal, riram juntos, jantaram, beberam um pouco. Hangeng foi tomar um banho, já que estava muito calor. Quinze minutos se passaram e ele saiu do banho, só de toalha. Heechul não resistiu e olhou cada detalhe, teve uma louca vontade de lamber cada gota d'água naquele peitoral lindo. Mordeu os lábios tentando se controlar. Percebeu o olhar de Hangeng, que estranhou as caras que Heechul fizera e se sentiu estranhamente atraído por aquela situação, mas não se deixou levar. Agora fora vez de HeeChul ir para o banho.
Assim que saiu, pôs uma calça e se sentou junto de HanGeng, que se encontrava na varanda.
"Tá gostando do lugar?" Perguntou o mais velho.
"Sim, sim. Muito confortável" Sorriu HanGeng.
"Que bom que gostou. Quer fazer algo essa noite? Tipo... Sair por ai ou sei lá?" -Sugeriu HeeChul.
Assim que a pergunta foi solta pelo mais velho, o ar ficou estranhamente tenso e ambos não sabiam como se comportar.
Heechul pensou em propor uma ida ao barzinho ao lado, mas já haviam bebido em casa e já estavam até de 'pijama'. Pensou um tempinho e então soltou o que muito o atordoava.
"Hankyung, que tal experimentar algo novo? Algo novo na vida mesmo. Sabe... Assim, como... Beijar um homem?” Perguntou.
Esperou apanhar feio de Hangeng, mas já estavam ali, sozinhos, ninguém saberia, nem que ele apanhou.. ou nem que se beijaram. Geng engoliu seco e percebeu que HeeChul havia se aproximado dele. "Porque não?" pensou ele. Respirou fundo e também se aproximou de Heenim, mas antes...
"Tudo bem se você não quiser" Disse HeeChul e em seguida sorriu afetivamente.
"Shh" Interrompeu HanGeng selando seus lábios aos dele e fazendo ambos experimentarem novos sentimentos.
O menor então passou as mãos pelos cabelos do outro, que já estava arrepiado. Numa fração de segundos, Heechul segurou na cintura de Hangeng e suas línguas já estavam num ritmo muito avançado. Gemidos abafados saiam da boca do mais velho, se aproximavam cada vez mais, estavam quase num corpo só.
Heenim empurrou o amigo, que deitou no chão mesmo, não estava nem ai pra nada, só queria aquele homem lindo de pele branca e lábios carnudos junto de seu corpo.
HeeChul passara a arranhar o homem que estava em cima de si e a morder o lóbulo de sua orelha, seu pescoço. Passou a lamber, chupar, apertar sem nenhum pudor aquele ser que agora o dominava. Apos alguns minutos, HanGeng pôs-se a descer dos lábios até o pescoço, do pescoço até o busto e começou então a se divertir com os mamilos de HeeChul.
O outro tentava a todo custo segurar os gemidos que insistiam em tentar escapar de seus lábios. Enquanto mordia, chupava e passava levemente os lábios no mamilo do amigo, Hangeng, descia a mão discretamente pela barriga de Heechul e apertou com força seu o membro já desperto por cima da calça, arrancando um gritinho daqueles lábios vermelhos e apetitosos.
HeeChul soltara um grito inesperado fazendo-o ficar corado de vergonha, mas foi por pouco tempo. HanGeng começara a massagear seu membro cada vez mais, alternando entre simples carícias e apertões, atiçando o lado selvagem de HeeChul. O mesmo se contorcia no chão de prazer até ser pego de surpresa mais uma vez por HanGeng que agora pôs-se a abrir a calça do amigo e libertar o membro que há muito estava desperto e sedento de atenção.
Não hesitou, lançou um olhar safado para Heenim, que se contorcia só de imaginar o que viria pela frente. Mordeu os lábios, sentiu o cheiro do membro do outro e também sentiu um arrepio muito grande na espinha. Caiu de boca, literalmente. Colocou-o inteiro na boca e começou um vai-e-vem muito ritmado e selvagem também. Heechul fechara os olhos e tentava se controlar a cada chupada mais forte, mas em momento algum conseguiu parar de gemer e pedir mais.
"Vaaaai, mais rapido, mais rapido! Chupa gostoso vaai!"  Gemia o mais velho.
HanGeng atendeu prontamente ao pedido do amigo e chupava cada vez mais forte, mais ávido. Como se estivesse morto de fome. HeeChul começara a proferir frases desconexas e a gritar o nome de HanGeng. O outro se deliciava com aquilo tudo. Os gemidos, o contorcionismo, as arranhadas, as palavras e o cheiro de sexo estavam levando HanGeng a loucura. Não sabia porque não gozava agora mesmo.
Decidiu não só continuar chupando, mordendo (de leve) e sugando todo o membro do outro como posicionou um dedo em sua entrada e começou a querer invadi-lo. Testava-o a cada segundo. Passava o dedo de leve, dava uma mini estocada... Passou da glande para as bolas, fazendo HeeChul quase gritar seu nome.
Heenim não aguentou, queria segurar, mas não conseguiu, se não gozaria ali mesmo e esperava ter uma noite longa com Hangeng. Empurrou o menor e disse muito alto, quase gritando.
"QUERO VOCÊ DENTRO DE MIM A-GO-RA!" Ordenou Heenim atordoado de tesão. HanGeng aproximou-se de sua boca e encheu de lambidas e mordidas, depois no queixo, pescoço...
“Fica de quatro Heenim-ah” Pediu o mais novo.
HeeChul se apoiou na mesa próxima e empinou a bunda em direção à HanGeng.
"Anda, eu não aguento mais" Suplicou HeeChul.
Nisso HanGeng estocou em HeeChul sem dó nem piedade arrancando um grito de prazer mesclado com dor e então ambos pararam. HeeChul para se acostumar com a invasão e HanGeng pra voltar a si. Estar dentro de HeeChul era tão excitante que teve que se segurar para não gozar apenas com aquela estocada.
"Você é tão...tão qu..quente Heenim-ah" Dizia o mais novo dominado pelo tesão e apoiando as mãos no quadril do mais velho.
"É... ma..maravilhoso sentir você dentro de mim"- Gesticulava HeeChul.
O mais velho abaixara a cabeça e pendeu o corpo para trás a fim de dar um sinal para que HanGeng se mexesse.
E ele entendeu, sorriu de lado, estava ansioso, mesmo que tenha durado um minuto ou dois, pareceu uma eternidade. Apertou e arranhou a cintura de Heechul, entrava e saia com força, mas ainda muito devagar. Gemia junto do amigo, ambos suavam e sussurravam loucuras, coisas realmente malucas. O mais novo deu um tapinha de leve na coxa do outro, e esperando um sinal continuou no movimento de vai-e-vem dentro de Heechul, que rebolava e gritava, e pareceu ter gostado, mas logo confirmou.
"Bate mais! continua, continua, mais forte!" Gemia o mais velho bem alto.
HanGeng já até suava. HeeChul parecia possuído, na verdade, os dois pareciam. HanGeng apertava cada vez mais a cintura de HeeChul, arranhava, estocava.. Cada vez mais e mais. Tudo que se ouvia eram os nomes sendo proferidos quase que como mantras, as frases desconexas e os gemidos.
Cada gemido que HeeChul dava era uma estocada com mais vontade que HanGeng depositava. HeeChul sentia que estava para gozar, mas tentava ao máximo se segurar, e para felicidade e infelicidade, HanGeng além de estocá-lo passara a masturbá-lo. Era duplo prazer!
"Geng, para! AH GENG! Por favor... mais... Me fode como um animal!" Gritava HeeChul cada vez mais alto.
Ouviu aquilo e sentiu uma força sobrenatural chegar ao seu corpo. Mesmo que o mundo acabasse, ele não pararia de foder aquele garoto nem que o mesmo pedisse. Fechou os olhos, estava prestes a gozar também. Masturbava e apertava o membro de Heechul na mesma velocidade e força que estocava. Ouvia o mais velho gemer mais alto agora, gritava e rebolava em seu membro, Hangeng não aguentaria muito tempo.
"Isso Heenim, assim.. aaa... isso, rebola... assim"  Dizia HanGeng.
Era apenas isso que saiam legíveis da boca do mais novo. O prazer que ambos sentiam era indescritível! HeeChul sentiu que iria gozar.
“Geng, eu to chegando.. AH! no meu limite!" Disse HeeChul entre estocadas.
"Eu também. Vamos juntos"  Sorriu HanGeng e em seguida dando as estocadas finais e desfalecendo em cima das costas de Heenim que pendia na mesa.
HeeChul se virou e ficou de frente para HanGeng e então deram um beijo um tanto quanto... apaixonado?!
Apaixonado. O beijo carinhoso e molhado e o cheiro de sexo foi o que restou daquela loucura toda, os dois garotos ali caidos não sabiam nem como recuperar a respiração. Ofegantes, trocaram algumas frases.
"Eu sempre fui louco por você, sempre quis ser seu" Disse Heechul.
Isso fez Hangeng sorrir e lhe distribuir beijinhos.
"Acha que eu não? Você é a criatura mais deliciosamente fodível desse mundo, KIM HEECHUL.” Respondeu HanGeng com um olhar amoroso.
"Eu acho... Eu te amo HanGeng!!!" Disse HeeChul e logo se escondeu no peitoral do amigo, não tão amigos mais.
"Eu sempre te amei" Sorriu HanGeng.
E em seguida acariciou o rosto de HeeChul de uma forma tão amável que foi impossível o mais velho não soltar um sorriso radiante e em seguida dar o abraço mais apaixonado de toda sua vida.
Podia sentir o amor dos dois passando por aquele abraço e carinho. Aquilo não tinha sido apenas sexo, foi uma prova de amor.



Postado por Scarlett Lefévre às 09:45

0 comentários:

Postar um comentário